Muito utilizado por pessoas que querem parar de fumar, a Bupropiona na verdade é um medicamento criado com finalidade antidepressiva, em sua dispensação inicial. Porém o uso foi ampliado para outra finalidade, e vem a dúvida sobre a Bupropiona como funciona.

Neste artigo, mostrarei todos os detalhes desse fármaco que deve ser utilizado de forma cautelar para não colocar em risco a sua saúde. Leia tudo até o final e entenda como ele pode te ajudar ou se você deve evitá-lo.

Primeira informação: o que é a Bupropiona?

Inicialmente utilizada como um medicamento com finalidade antidepressiva, ela mostrou-se eficaz em tratamentos contra o tabagismo, já que conseguia diminuir os sintomas causados pela abstinência ao cigarro.

Essa relação já foi notada nos ensaios clínicos, quando notou-se que os voluntários fumantesm passaram a relatar a redução da vontade de fumar. Com isso, mudou-se o rumo da sua criação, e desde então ela passou a ser utilizada com a finalidade de tratar fumantes.

Bupropiona

Qual a sua indicação?

Pessoas com elevada dependência ao cigarro e que, de forma alguma consegue parar de fumar, são as potenciais consumidoras deste medicamento. O médico deve medir o nível de dependência e indicar seu uso para pessoas que fazem uma alta pontuação em um teste específico.

Ela também se mostra eficaz para pacientes que são fumantes e possuem também algum transtorno psiquiátrico importante. Por isso a Bupropiona só indicada com prescrição médica, já que deve haver uma prévia e minuciosa avaliação do histórico de cada paciente.

Como ela atua no organismo?

Quando o indivíduo fuma, a nicotina absorvida estimula o cérebro a liberar dopamina nas áreas que causam a sensação de bem-estar. Quando esse efeito acaba, a dopamina reduz e o cérebro dá o comando de que precisa de mais dopamina, fazendo com que a pessoa queira fumar novamente.

Isso é o princípio da causa da dependência. A Bupropiona atua competindo com a nicotina na ativação desses receptores de dopamina, assim, a sensação de necessitar fumar mais cigarros para suprir a falta da dopamina se torna cada vez menos necessária.

Utilizar apenas sob orientação médica

É importante ressaltar que o uso deste fármaco é restrito e deve ser receitado por um médico para que posa ser utilizado.

Seu uso deve ser iniciado antes do paciente parar de fato de fumar. Como ele vai atuar na redução da necessidade de fumar, já que o objetivo é fazer o cerebro reduzir a dependência.

Por consequência, haverá um menor consumo do cigarro até a parada total, que o objetivo mor do uso da Bupropiona.

Pode ser consumida até duas vezes por dia e esse consumo varia de acordo com fatores como peso, condição cardiovascular e até a sensibilidade ao medicamento.

Bupropiona

Desvantagens

Apesar de ser muito eficaz no tratamento da dependência ao tabagismo, o uso da Bupropiona não é funcional quando essa dependência é causada por níveis psicológicos.

Deve ser avaliado e levado em consideração se o paciente possui algum transtorno psicológico antes de iniciar seu uso, e sempre tudo deve ser realizado sob a ótica médica.

Leave a comment

Your email address will not be published.